terça-feira, 29 de março de 2011

Sentei

e esperei que as coisas mudassem. Sabia que não, não mudariam. Mas do que adianta ficar atrás de ti? Isso está doendo. Não meus pés, meu coração. Não sei se é saudade, amor, ilusão. Desilusão. Mas do que importa? Você não está aqui, e eu posso fazer o que quiser, você não vai estar. Não aqui, agora, para limpar minhas lágrimas. E correr atrás de ti, não tem dado certo. Porque parece que quanto mais eu me importo, eu lembro, eu sofro, mais dá errado. E eu não consigo não me importar. Esquecer? Como? Não há mais nada para pensar. Então eu me pergunto: é tão difícil assim voltar? Porque não pareceu difícil ir embora.

2 comentários:

  1. "Desilusão, desilusão
    Danço eu, dança você
    Na dança da solidão
    Viu!"
    (Paulinho da Viola)
    Rsrs.
    Abç

    ResponderExcluir

REDUZA REUTILIZE RECICLE RELEIA