terça-feira, 7 de junho de 2011

Eu apenas fiz de ti uma mulher.

           Que falta eu tenho de você, minha pequena. Pequena boneca. Saudade do tempo que o adeus não existia para você. De quando você chorava e sorria por mim. Falta de quando você não vivia sem mim. Saudade de ser amado por alguém, pois sei que o seu amor sempre foi muito sincero. Não foi a única, mas a melhor. Você me dava tudo o que eu queria, e eu só precisava recompensar com alguns beijos e presentes. Você era linda, é linda, mas ninguém nunca havia te achado. Uma criança. Um coração inteiro e aberto para quem quisesse entrar. Meiga. Tão minha como todas as outras, mas especial. Mas agora cansou. Dessa vez, dessa briga. Seu ciúme. Mas, veja bem, um dia iríamos acabar, e eu não posso ficar sozinho. Você me perdeu, ou talvez nunca tenha me tido. Então se conforme. Ou corra atrás de mim como das outras vezes. Pois eu apenas fiz de ti uma mulher, já que algum dia alguém teria que fazer.

8 comentários:

  1. 1º comentário

    Presciso nem falar, né?
    Amo os post's da minha gêmea.

    ResponderExcluir
  2. muito lindo sempre Irene! Textos sempre perfeitos, haha *-*

    ResponderExcluir
  3. vc escreve demais, irene ! como pode?

    ResponderExcluir
  4. Ela não pode mais gostar dos meus textos não? Rs.

    ResponderExcluir

REDUZA REUTILIZE RECICLE RELEIA