domingo, 20 de janeiro de 2013

Me desculpe

Me desculpe se não consigo desculpar-te
E me desculpe por chorar teu nome nas madrugadas
E nas tardes
E todo o tempo
Eu sempre acabo caindo em você de novo

Sei que não aguentas mais tudo isso
E imagino até que nos meus dias de solidão
Sintas o peso de toda essa obrigação que botei em ti

Mas
Me desculpe!

Sei que é chato
Mas fostes o escolhido para ser o dono de todo o meu amor
E não posso te deixar
Não consigo te deixar
Ninguém é tão seguro quanto você
És a coisa mais preciosa que guardo dentro de mim

E me desculpe ainda
Amar tão mal amado
E dizer, no meio das minhas lágrimas, que és o culpado
De tudo isso que está acontecendo

Mas és
Pois se não fosses tu
Eu estaria bem
E teria um monte de amor para dar a quem merece de verdade

Mas não estaria escrevendo-te isso
E devo admitir que gosto
E que sonho com o dia em que reconhecerás
Que és em ti que me escondo

Vês como consigo tornar nossa relação bonita
Mesmo que ela nem exista?

Eu não sei mais trocar olhares com ninguém
A única coisa que faço bem
É me lembrar de você

Me desculpe
Me desculpe
Me desculpe

6 comentários:

  1. plac plac plac plac ...

    ResponderExcluir
  2. Pode parecer
    clichê, pequena,
    o que vou agora
    te contar:
    AMOR RIMA
    COM DOR
    e nada mais
    se pode afirmar
    nesse mundo
    de entrecortes
    que só o
    coração nos
    atira afim
    de nos fazer
    arriscar


    Foooorte abraço, e boa sorte com esse amor.

    ResponderExcluir
  3. (Gostei tanto daqui que acabei seguindo! Voltarei mais vezes.)

    ResponderExcluir