terça-feira, 10 de abril de 2012

Quando eu morrer

Talvez quando eu morrer
tu continues sem se lembrar de mim.
Eu não sei
mas acho que sim.
Acho que vou continuar te amando
até a morte
além da morte.
E então quando eu morrer
vou dar um jeito de chegar até ti
jogar minhas palavras no canto da tua sala
perto da janela dos teus dias
sempre ensolarados.

Quando eu morrer
mesmo se for amanhã
ou só daqui 100 anos…
Eu vou dar um jeito de entrar no teu sonho
e fazer tu te lembrares de mim.
Eu vou fazer com que te lembres de mim.
E tu vais acordar de manhã
sonolento
se perguntando se um dia eu existi
ou se sou apenas algum sonho teu que parecia real.

Mas eu farei tu te lembrares de mim.
E eu vou falar pra ti
eu vou gritar pra ti
todas essas palavras que ficaram engasgadas na minha garganta
por tantos e tantos anos.

Mas se tu quiseres voltar antes
e se quiseres aproveitar esse tempo que eu estou aqui
pra me dizer adeus…
Vem logo!
Porque nós nunca sabemos o dia de amanhã
mas eu posso te dizer que eu vou te amar amanhã
e depois
e depois
e até que a morte chegue
e além dela
e talvez até além de tudo
embora eu ainda nem saiba o que o tudo é.

14 comentários:

  1. Vindo de Irene Chemin, tudo é lindo xD

    ResponderExcluir
  2. PERFEITOOOOOOOOOOOOO *--*
    continua assim

    ResponderExcluir
  3. Não foi o André13 de abril de 2012 20:27

    adorei mto bom

    ResponderExcluir
  4. Mt legal irene , continue assim garota esperta rs

    ResponderExcluir
  5. (Yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy)

    ResponderExcluir
  6. eu fico pensando se voc tivesse um namorado. o que voc faria se ele te deixasse?... com esse teu jeito gélido mas confortável, amável mas solitário...
    eu fico em dúvida se tu cometerias suicídio, ou pensaria que ele é apenas mais um que te deixou marcas.
    não é necessário sentir amor para escrever sobre ele, e é isso que eu admiro em voc. voc consegue escrever sobre todos os sentimentos, ainda é nova. mas tem uma experiência que muitas pessoas não teem, seus pensamentos sempre me lembram uma floresta... ela é sensível, mas tem sua beleza, e expressa seus sentimentos apenas com a cor de suas folhas. (não que voc seja uma arvore kk')
    um bjo
    iasmin

    ResponderExcluir
  7. MEU DEUS DO CÉU, TÁ MARAVILHOSA ESSA POESIA, IRENE. Sério, tá muito, muito, muito, muito boa. De todos os seus textos, esse de fato foi o meu favorito. Lindo, profundo. Tão... você. Tão... eu.

    ResponderExcluir
  8. Irene te amo casa comigo beijos

    ResponderExcluir
  9. AW, case comigo, Irene <3

    ResponderExcluir